Páginas

quinta-feira, 25 de abril de 2013

RETOMADA



Não me abalo, não me aflijo,
não me aperto, não me assusto,
nada quero, nada exijo,
só me vem o que for justo.

Não me mostro, não me acanho,
não me apresso, não me atraso,
não me perco, sei que ganho
o que é meu - e no meu prazo!

(gentilmente musicado por Flávio Fonseca;)